Publicado em Deixe um comentário

Métodos para o Controle Bacteriano

controle microbiano

Bactérias são seres vivos que são naturalmente encontrados em diferentes partes do nosso corpo.

Sem elas seria impossível permitir que nosso organismo funcionasse no mais perfeito estado de homeostase, afinal, elas são parte importante de vários processos metabólicos que mantem o corpo funcionando.

Bactérias são também encontradas naturalmente na nossa boca, ajudando a manter, dentre outras coisas, o equilíbrio do pH e a saúde dos nossos dentes.

Quando a população bacteriana entra em desequilíbrio na nossa região bucal, é que as doenças começam a se manifestar e afetar a saúde dos dentes e gengivas.

Por isso é tão importante aprender a cultivar métodos que ajudam a realizar o controle bacteriano no nosso dia a dia. Nesse artigo vamos discutir um pouco mais sobre esses métodos e como fazer para adicioná-los à nossa rotina. Confira!

 

O papel do Cirurgião-Dentista no controle bacteriano

O Dentista é, sem sombra de dúvidas, o profissional da área da saúde mais importante no controle bacteriano na região bucal.

Com a ajuda de técnicas específicas para a remoção do biofilme (placa bacteriana) que se acumula com facilidade nos dentes, esse profissional é capaz de minimizar a concentração de bactérias que podem colocar em risco a saúde dos dentes e tecidos bucais, garantindo a homeostase do ambiente.

Sem a participação do Dentista, tanto na etapa de orientação e conscientização do paciente, como fazendo a remoção da biofilme e cálculos que não são retirados com técnicas de escovação, o controle bacteriano pode estar prejudicado.

 

Criar e manter hábitos saudáveis de higiene ajudam a minimizar os riscos

Além de contar com o suporte regular do Dentista, adicionar hábitos saudáveis de higiene bucal na sua rotina é outro método indispensável para auxiliar no controle bacteriano, afinal, sem esse cuidado diário, o acúmulo do biofilme vai ser mais rápido e inevitável.

Por isso aprender os métodos corretos de escovação diária (e no mínimo três vezes ao longo do dia), a técnica de higienização com fio dental e outros cuidados orientados por seu Dentista para garantir a saúde bucal, é um passo importante para realizar o controle bacteriano.

 

Cuidar da dieta também é importante para manter a boca saudável

“Você é o que você come”. Você provavelmente já ouviu essa frase alguma vez na sua vida, não é mesmo? Pois essa afirmativa também se reflete diretamente na qualidade da sua saúde bucal.

Dizemos isso porque alguns alimentos são capazes de influenciar de maneira significativa no desenvolvimento do biofilme, por fornecerem para esses microorganismos uma concentração maior de amido e açúcares.

Carboidratos, doces e alimentos de consistência mais pastosa ou gelatinosa são alguns desses produtos que podem aumentar a concentração do biofilme na sua boca e, por isso, sua dieta deve ser contrabalanceada com alimentos ricos em fibras e que demandam um tempo de mastigação maior – ajudando a remover o biofilme que aderiu aos dentes.

 

Não deixe quadros de inflamação ou infecção local se agravarem

Um cuidado que qualquer pessoa deve ter ao fazer um melhor controle bacteriano de sua região bucal, é também se atentar à presença possíveis inflamações já instaladas na região e que precisam de tratamento para não desenvolverem.

Gengivites, cáries, sensibilidade e dores nos dentes devem ser investigadas por um odontologista assim que identificadas, para que o tratamento seja iniciado o mais rapidamente possível, evitando complicações.

Realizar o controle bacteriano na região bucal é uma situação que demanda atenção e dedicação, não somente do profissional de odontologia responsável por um paciente, como também do próprio indivíduo que precisa adicionar hábitos de higiene saudáveis à sua rotina.

Quais dos métodos acima você já aplicou no seu dia a dia para realizar um bom controle bacteriano? Conte para a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *