Avaliação In Vitro pelo método DNA- Checkerboard

Avaliação In Vitro pelo método DNA- Checkerboard da eficácia de um pasta antimicrobiana e da adição de sais de prata em pilares protéticos, no controle da contaminação bacteriana através da interface implante – conector.

A odontologia reabilitadora moderna preconiza cada vez mais o uso de implantes dentais para a substituição de dentes ausentes. É sabido que micro-organismos presentes na cavidade oral, em especial os relacionados à doença periodontal, são responsáveis pelos maiores índices de insucesso dos implantes. Este trabalho estudou a ocorrência de infiltração bacteriana através da interface implante-conector protético de implantes Cone Morse (CM) e Hexágono Interno (HI) após a associação com uma pasta antimicrobiana ou a adição de sais de prata nos pilares. Foram utilizados 72 implantes odontológicos de titânio (PROSS ®- Sistema de Implantes, Dabi-Atlante, Ribeirão Preto, Brasil), 36 com conexão do tipo hexágono interno e 36 com conexão do tipo cone-morse, divididos em grupos, da seguinte forma: Grupo Pasta Antimicrobiana – 12 conjuntos implantes HI/conectores protéticos e 12 conjuntos implantes CM/conectores protéticos, Grupo Íons de Prata-12 conjuntos implantes HI/conectores protéticos e 12 conjuntos implantes CM/conectores protéticos e Grupo Controle- 12 conjuntos implantes HI/conectores protéticos e 12 conjuntos implantes CM/conectores protéticos.

Faça Download em PDF: